8ª edição da ‘AAA’, 2017 | artista convidado Filipe Garcia

[scroll down for english]

39’93 na 8ª edição da ‘Abertura de Ateliês de Artista’ (2017)

14 e 15 de Outubro | 15:00 > 20:00

links : Convite | Roteiro completo pdf | Cartaz pdf | 39’93 no Facebook | Castelo d’If

 

Filipe Garcia – Artista Convidado | Quantic landscapes ‘completion box’

 

Filipe Garcia ‘Quantic Landscapes Completion Box’, 2017
Caixa de Madeira, Ñ Paisagens Quânticas, Luvas Brancas, Envelopes, Autocolantes (filipegarcia.org), Palitos de Madeira, ‘Performance’

 

‘Quantic landscapes completion box’ re presenta-se objectualmente no conceito ético de ‘in site galerie’ e a presenta-se subjectivamente como antagónico estético da expressão: Insanity is doing the same thing over and over again and expecting different results” .

Aqui na paisagem ou na possibilidade da mesma, há lugar ‘para’ o transcender do para digma, em para doxum como: ‘Sanity is doing the same thing over and over again and expecting different results’, a medir a acção.

Em consciência exerce-se o ‘lugar’ da procura, na vez do ‘não lugar’ do acreditar, desenha-se a percepção, pela união do mental e do fisico, do elétrico e do magnético, do masculino e do feminino em doxum sem para.

Este processo pictórico desenha-se pela possibilidade de meta observação da paisagem num conteúdo aparente mente abstracto, e pretende levar à reflexão a questão particular da observação criativa ou presencial que é despoletada durante o acto intuitivo da performance da acção, da sua visual idade e do olhar presente pelas pequenas percepções.

~~~~~~~~~

Filipe Garcia (Porto, PT, 1973)

Criativo, meditativo, activista, divertido e dinâmico na apreensão e compreensão da estética interior e da ética exterior ou de fronteira consciente da sua efectiva complexidade.
Determinado centrado e informado das ilusões morais, e das suasrelações e falta de alteridades relacionais/comportamentais naformação da consciência humana.
Decidido e alegre na forma de fluir no discurso intuitivo, experimental e criativo do processo da realidade do presente, para que nesses caboucos, possa intuir como desenhar a sincronicidade entre a vontade e o conhecimento no caminho da realização do agora que
cria da luz, o paradoxo activo da vida.

2001 | Licenciatura | Escultura | Pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
2011 | Mestrado | Arte e Design para o Espaço Público | Pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto com a tese “Disclosure Art(Process) e (A)Percepção do Real” |(Entre a possibilidade de paradoxo e a impossibilidade de percepção do real).

Dentro dos diferentes contextos em que se ocupa e que problematiza, tenta através de relações de proximidade ética, estética conceptual e espiritual, dar a entender as inúmeras
possibilidades de uma abordagem experimental e intuitiva, criando assim espaço para novas perspectivas e variáveis na apreenção na definição e compreensão das problemáticas da sincronicidade, do paradoxo e do presente na arte contemporânea.
O seu trabalho mais recente assenta na abordagem ao pensamento sistémico como meio mais alargado para a compreensão das questões relativas ao sítio, à observação, à percepção e (a)percepção da obra de arte na relação entre público/privado, visível e invisível de forma a fomentar a expansão da consciência criativa como processo paramórfico da construção da experiência vibracional da realidade.

filipegarcia.org (temporariamente em baixo por motivos técnicos)

 

[ENG]

Filipe Garcia (Porto, PT, 1973)

Creative, meditative, activist, and dynamic in the apprehension and understanding of aesthetics and ethics inner or outer the border of conscious and actual complexity.
Determined, focused and informed of moral illusions, their relationships and lack of otherness relational / behavioral in the formation of human consciousness.
Decided and joyful in the way of flowing in intuitive discourse, experimental and creative in the process of this reality, so that in these structures, may intuit how to draw the expression of synchronicity between the will and the knowledge in the way of realization of this
live paradox.

2001 | BA | Sculpture | by the Faculty of Fine Arts of the University of Porto.
2011 | Master | Art and Design for the Public Espace | by the Faculty of Fine Arts of the University of Porto with the thesis : “Disclosure Art (Process) and (A) Perception of Real” |
(Between the possibilidade of paradox and the impossibility of the real perception).

Within the different contexts in which it occupies and questions, tries through proximity relations of ethics, and aesthetics, conceptual and spiritual, to give to understand the numerous possibilities for an experimental and intuitive aproach, thus creating space for new perspectives and variables in the definition, apreention and understanding of the problems of synchronicity, of paradox and present moment in contemporary art.
His most recent work is based on the approach to diferent systems thinking as a means to broader understanding of issues relating to the site, observation, perception, and (a)perception of the artwork on the relationship between public / private, visible and invisible form, to promote the expansion of consciousness as a creative process of
building experience in vibrational reality.

filipegarcia.org (temporarily offline due to technical problems)

estamos aqui | we are here

%d bloggers like this: